Acontece com frequência os pais proibirem os filhos de fazerem algo que eles querem, como jogar playstation ou ver mais televisão. Neste tipo de situações, os pais informam os filhos sobre o que NÃO querem que eles façam, mas esquecem-se de dar alternativas, facilitando as birras indesejadas.

Todas as crianças que se sentem restringidas com o fim de uma atividade de que gostam muito, tendem a reagir com protestos e, por vezes, desobediência.

Quando dá uma ordem ao seu filho que implica o cessar de uma certa atividade, é aconselhável incluir sugestões de alternativas. Poderá dizer, por exemplo: “agora não podes ver ,televisão, mas podemos ir fazer um puzzle” ou “não podes brincar com as ferramentas do pai mas podes construir um forte no quarto”.

Este tipo de abordagem permite a redução das lutas de poder e do autoritarismo do só porque sim, pois em vez de se entrar em conflito sobre o que a criança não pode fazer, centra-se a atenção numa outra atividade positiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *